sexta-feira, 11 de março de 2016

Esconderijo





“De um corpo feminino na sociedade. Cheio de homens a sua volta e o medo se fazendo presente a todo instante. 
Vida complexa, cheia de marcas e amarras. Sendo conduzida por um estímulo cruel que a manipula à sempre servir padrões patriarcais que lhe fazem encolher.
Corpo que encolhe, que chora, que sofre, que tenta se libertar, mas não consegue concretizar tal ato em plenitude.

Torcer, encolher, encolher, encolher, encolher...
Se esconder.

Esconder-se de tal modo a esconder de si mesma.
Desconhecer seus princípios e desejos,
verdades e vontades.
Esconder-se de tal modo, a não perceber aquilo que a amarra.
Esconde o olhar, esconde o vazio e continua a encolher.

De um todo, o que se percebe é o corpo que encolhe a cada dia mais, e unicamente devido ao fato de ser mulher. 
De carregar em si elementos biológicos que lhe caracterizam como mulher. 

Tudo errado, mas não vê, educou-se assim e desse lugar não consegue mais sair.
Encolher
Encolher
Encolher
Encolher...”

Videodança produzido por: 
Daniele Durães, Renan Turci, Teobaldo Scussel e Yuri Martins
Trilha: Guilherme Neves

Concepção: Daniele Durães

Nenhum comentário:

VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores