sexta-feira, 6 de junho de 2014

FRAMING BODY




A nova obra da artista multimidia Cynthia Domenico compõe a programação da Performance Expressões Digitais na Galeria de Arte Digital SESI-SP, que estreia em 9 de junho às 19h30.


A obra interativa convida o público, passantes da avenida Paulista, a participar da criação coletiva de uma videodança -- modalidade artística resultante da interferência tecnológica na prática da dança -- e sua trilha sonora, que será transmitida na fachada do edifício em tempo real. 

 

Framing body reúne três elementos: instalação interativa, performance/ interação passantes e trabalho em video. A temática é a videodança, novo gênero de caráter intermidiático, no qual a dança, além de ser um elemento central, afeta e é afetada pela cinematografia, uma vez que o frame torna-se o novo espaço através do qual a coreografia é observada.

Framing body cria uma instalação interativa onde o público/performer pode realizar sua dança especificamente para o espaço do quadro fotográfico (frame) e observar sua criação em tempo real projetada na fachada do SESI.  A obra brinca com a afirmativa “todo brasileiro sabe dançar”

No espaço interativo, na Alameda das Flores, em frente ao edifício do SESI, cada pessoa será orientada por monitores para selecionar qual a parte do corpo que fará parte da obra coletiva -- cabeça, tronco ou pernas -- gerando um frame de sua performance. Três frames, um de cada parte do corpo de três pessoas, serão combinados em uma sequência vertical, compondo assim um corpo que dança acompanhado de uma trilha sonora. Corpos que dançam criando um único corpo miscigenado. Esse corpo trimembrado muda suas escalas na fachada, quase desaparece e depois aumenta em sua versão máxima, expandindo os limites da fachada frontal do edifício. O corpo explode em pixels coloridos. À medida que cada pixel aumenta de tamanho, surgem de volta na fachada os miniframes com os corpos que dançam. Cada miniframe aumenta de tamanho, percorrendo a fachada novamente em uma coreografia sincronizada.  

Os performers/público poderão observar, após sua interação, como seu corpo e sua dança compõem um grande corpo coletivo formado de muitos corpos e muitas danças.

Serviço

Fachada do edifício Fiesp/Sesi-SP, com espaço interativo na Alameda das Flores, em frente ao edifício

Avenida Paulista, 1313

São Paulo-SP

 

A mostra acontece de 09 de junho a 06 de julho, diariamente, das 20 às 6h.

Curadoria: Marília Pasculli e Tanya Toft

 

http://www.sesisp.org.br/Cultura/galeria-de-arte-digital-do-sesi-sp-programacao.htm

www.facebook.com/framingbody?fref=ts

 

resumée

Cynthia é artista multimidia.  De uma forma sensível, cria relatos metafóricos do seu cotidiano, que cumprem um papel de comunicação com público e procura estabelecer um elo entre a vida e a arte. Usa as suas obras como um amplificador de suas questões acerca do mundo e especialmente da dança em novos contextos e plataformas.  www.cynthiadomenico.com 

bio

Cynthia Domenico é artista multimidia. Formou-se em Dança e Movimento com especialização em Produção Cultural em Dança pela Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo. Trabalhou com diretores como Jorge Garcia, Guy Alloucherie, Claudia Müller, Leticia Sekito, entre outros. Em 2010 ganhou o Prêmio Mostra de Artistas no Exterior da Fundação Bienal de São Paulo para estrear a performance “Como nascem as estrelas?” na Mostra ZAAT010 em Lisboa, Portugal. Desde 2007 pesquisa a transmidialidade na dança e cria coreografias por meio de diferentes mídias. A artista tem uma vasta produção em videodança: Fuga em dor maior (2010) estreou no programa Primeiro Passo do SESC Pompéia (SP), com curadoria de Helena Katz e percorreu diversos festivais nacionais e internacionais. “Sozinhos entre Fatias” (2011) participou de mais de 14 festivais e mostras internacionais. Foi selecionado para a Mostra Melhores Filmes Lakino II do Lakino - Festival de Curta Metragem Latino-Americano de Berlim (2011) e foi finalista do Festival Plataforma Berlin : UferStudios, Berlin (2011). Desde 2011 vem ministrando oficinas de videodança no Brasil e no exterior. Em 2014 estreou a instalação videográfica CocoLove na abertura do espaço cultural Casa de Zuleika (SP). É colaboradora da iniciativa A BATATA PRECISA DE VOCE, com a qual desenvolve guerilla-performances tais como, Super Conforto e Poli_Love.


VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores