segunda-feira, 25 de março de 2013

細江英公 / 「へそと原爆」 (1960)



In Eikoh Hosoe's film Navel and A-Bomb, featuring Hijikata Tatsumi (土方巽) and his choreography, the (Japanese) body is connected to the bombing of Hiroshima and Nagasaki and the utter destruction of Japan. Navel and A-Bomb (1960) figures the 'birth' of a new Japanese identity in the wake of the atomic catastrophe, the subsequent defeat and occupation of Japan.

Hosoe met Hijikata the year prior to Navel and A-Bomb. In 1959 Hijikata choreographed and performed Kinjiki (Forbidden Colors), based on the homosexual imagery found in Yukio Mishima's novel of the same name published in 1951.

Starring Tatsumi Hijikata, Yoshito Ohno (大野慶人) , etc. Music: Norio Maeda, Sadao Watanabe etc. Poetry: Taro Yamamoto.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Ilesos, nos vemos (ou nos vemos ilesos)




Ilesos, nos vemos (ou nos vemos ilesos) é um videodança que parte da noção de dessacralização da imagem-corpo, não somente se restringindo ao corpo humano, mas também o próprio corpo da câmera, sua percepção física e construção fotográfica. O argumento coreográfico busca a construção e manutenção desse estado de “dessacralização” a partir diferentes texturas, “focos de quinta”, percepção de pequenos erros, descontinuidades propositais e tombos na câmera, aliada a uma corporeidade frouxa e, por vezes, subversiva dos corpos que co-habitam os recortes de imagem. Recorrências entre signos, conexões absurdas e citações incidentais são os principais motes para construção de uma dramaturgia imagética regida pela manipulação, exibição, distorção e subversão da imagem-corpo.
Videodança criado na Residencia Artistica da Fundaccion Lugar a Dudas (Cali - Colombia), de Julho a Outubro de 2008, através do projeto Corpo-plástico-objeto-coisa em Cali - com recursos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Edital de Residência Artística no Exterior 2007.
Ficha Técnica|

Dançarinos Co-criadores: Ana Carolina Arcila, Angélica Maria Nieto, Catalina Restrepo, Cristina Díaz, Diana Lúcia Suarez, Francisco Javier Gonzalez, Jean Michael Barona, Janeth Mesias, Leonardo Candelo, Sérgio Andrade, Sorandi Aranda.
Ator Convidado: Santiago Londoño
Fotografia e Câmera: Alfredo Cardozo e Rodrigo Ramos
Assistente de Fotografia: Freddy Sarria
Direção de Iluminação: Rodrigo Ramos
Sonoplastia: César Torres e Luís Miguel Varela
Edição: Sérgio Andrade
Finalização: Alfredo Cardozo
Direção de Arte: Marcela Gómez
Citação incidental: Maniac – Michael Sambello
Produção Coletiva
Direção Geral e Argumento Coreográfico: Sérgio Andrade

Duração: 14’06’’ | Língua: Espanhol | NTSC| 16:9

Idança.Doc com Angel Vianna



Idança. Doc com Angel Vianna
www.idanca.net

Juan Guimarães - (sus)penso



Penso.
Logo fico (sus)penso...
Sem mais...
Só.

Criação e Atuação: Juan Guimarães
SITE: http://www.juanguimaraes.com
SIGA: http://www.twitter.com/juanguimaraes

"(sus)penso" aborda na sua mais simples definição a solidão em existência.
A sensação de quem é abandonado ou que se percebe deixado de alguma forma e em algum lugar.
De como ficamos pensos... sem equilíbrio!
O novo que se descobre só.
Se sentir suspenso ao pensar em seu estado presente... Solidão.

Musica: "SOBRE TODAS AS COISAS" - Chico Buarque.
Na voz de Maria Rita, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Gal Costa entre outros.

Quanto se dependem as partes - Primeira Abordagem - Coletivo O12

A autonomia vista como estratégia de permanência possível somente a partir da co-dependência. O atruísmo e a coletividade como características sistêmicas. E os ambientes e corpos em suas condições de troca.

Quanto se dependem as partes é o mais novo projeto do Coletivo O¹², cursando seu quinto ano de vida dedicados a pesquisas em torno de conquista e pratica de autonomia em sistemas vivos, a primeira abordagem dessa nova direção é uma obra audiovisual (video-dança) produzido no primeiro semestre de 2012.

A obra ainda integra o projeto político de revitalização do espaço da Pedreira do Jd. Icatu inventado pelo Coletivo O¹² na cidade de Votorantim.


segunda-feira, 4 de março de 2013

Convocatória INSHADOW 2013 - CALL FOR ENTRIES!!!

InShadow opens call for entries
Videos, Performances and Installations

O Festival InShadow recebe propostas nos géneros vídeo -dança, documentário, performances (solos) e instalação, candidatos a um total de 9 prémios atribuídos por 6 júris. O InShadow – 5º Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias decorre entre 29 de Novembro e 7 de Dezembro de 2013 no São Luiz Teatro Municipal e outros teatros, museus, galerias e outros espaços de Lisboa.

Consulte aqui a convocatória e instruções sobre como submeter o seu trabalho.

A candidatura é GRATUITA!

Deadline for submission: 30th April. InShadow welcomes works in the genres videodance, documentary, performance (solos) and installation, runnig for a total of 9 awards attributed by 6 juries. 5th InShadow - International Festival of Video, Performance and Technologies runs from 29th November to 7th December 2013 at São Luiz Teatro Municipal and other theatres, museums, galleries and venues in Lisbon.

VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores