quinta-feira, 14 de março de 2013

Ilesos, nos vemos (ou nos vemos ilesos)




Ilesos, nos vemos (ou nos vemos ilesos) é um videodança que parte da noção de dessacralização da imagem-corpo, não somente se restringindo ao corpo humano, mas também o próprio corpo da câmera, sua percepção física e construção fotográfica. O argumento coreográfico busca a construção e manutenção desse estado de “dessacralização” a partir diferentes texturas, “focos de quinta”, percepção de pequenos erros, descontinuidades propositais e tombos na câmera, aliada a uma corporeidade frouxa e, por vezes, subversiva dos corpos que co-habitam os recortes de imagem. Recorrências entre signos, conexões absurdas e citações incidentais são os principais motes para construção de uma dramaturgia imagética regida pela manipulação, exibição, distorção e subversão da imagem-corpo.
Videodança criado na Residencia Artistica da Fundaccion Lugar a Dudas (Cali - Colombia), de Julho a Outubro de 2008, através do projeto Corpo-plástico-objeto-coisa em Cali - com recursos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Edital de Residência Artística no Exterior 2007.
Ficha Técnica|

Dançarinos Co-criadores: Ana Carolina Arcila, Angélica Maria Nieto, Catalina Restrepo, Cristina Díaz, Diana Lúcia Suarez, Francisco Javier Gonzalez, Jean Michael Barona, Janeth Mesias, Leonardo Candelo, Sérgio Andrade, Sorandi Aranda.
Ator Convidado: Santiago Londoño
Fotografia e Câmera: Alfredo Cardozo e Rodrigo Ramos
Assistente de Fotografia: Freddy Sarria
Direção de Iluminação: Rodrigo Ramos
Sonoplastia: César Torres e Luís Miguel Varela
Edição: Sérgio Andrade
Finalização: Alfredo Cardozo
Direção de Arte: Marcela Gómez
Citação incidental: Maniac – Michael Sambello
Produção Coletiva
Direção Geral e Argumento Coreográfico: Sérgio Andrade

Duração: 14’06’’ | Língua: Espanhol | NTSC| 16:9

Nenhum comentário:

VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores