quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

CORPOLHARES



CORPOLHARES – 2010


O corpo na sociedade contemporânea – sua fragmentação, transformação, mediatização tema central performance Corpolhares, espetáculo vencedor do Prêmio Klaus Viana 2009, concebido e encenado pelo HIS Contemporânea de Dança. A proposta leva para o Vão Livre do Teatro Castro Alves/Salvador-Bahia uma reflexão sobre as possibilidades e as limitações enfrentadas na relação com o próprio corpo. A performance conta com quatro cenas: em duas delas, os bailarinos-performers Aroldo Fernandes e Iara Cerqueira questionam as determinações de gênero da sociedade. Ele veste-se de mulher e dubla uma música com voz feminina, ela veste-se de homem e igualmente dubla uma música, porém, com voz masculina.Os outros dois bailarinos-performers, por sua vez, questionam os diferentes investimentos feitos por homens e mulheres na busca por um corpo perfeito. Douglas Gibran permanece correndo em uma esteira de ginástica, ao passo que Sandra Corradini retrata a ansiedade que as mulheres sentem na busca do corpo perfeito. Uma TV retrata pedaços do corpo da mulher, que sofre mutações a depender da moda e das tecnologias disponíveis..
Com 12 anos de história, o Grupo HIS Contemporâneo de Dança vem participando de eventos importantes como Quarta que Dança, Julho em Salvador, Mostra Bahiagás de Cultura, entre outros. Em 2006, o espetáculo “Todomomentâneo” foi contemplado com o Prêmio Klauss Vianna através da FUNARTE e em 2008, com o Edital Quarta que Dança, FUNCEB/BA, como Trabalho em Processo, Partes sem Roteiros.

Nenhum comentário:

VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores