segunda-feira, 28 de março de 2011

THE INTERNACIONAL JOURNAL OF SCREENDANCE - has not yet been invented




The International Journal of Screendance é uma publicação dedicada inteiramente à prática interdisciplinar da videodança. Uma iniciativa de um grupo internacional de pesquisadores e artistas envolvidos nas relações entre a tela e a dança que desejam estabelecer um fórum de debate para todos aqueles interessados na intersecção entre dança e imagem em movimento.
Os editores Douglas Rosemberg e Claudia Kappenberg apresentam a revista como uma plataforma internacional aberta, buscando insumos e uma participação maior da comunidade global, promovendo um discurso multicultural e multilíngue com objetivo de incentivar colaboradores ao debate intelectual e a um sentimento de comunidade.
Os editores da revista analisam que embora seja uma arte em expansão, tanto de artistas e obras como também oportunidades de exposição em festivais e conferências, não houve um aumento significativo equivalente nos escritos teóricos, publicações ou divulgação de textos críticos.
The International Journal of Screendance vem a ser uma publicação  que responde ao crescente interesse nos estudos sobre esta forma de arte pretendendo desenvolver um corpo coeso de conhecimentos e textos acadêmicos.
Cada edição vai incluir entrevistas, críticas, artigos escritos por profissionais de diversos países de campos e áreas adjacentes da prática e da pesquisa, que serão convidados a colaborar com futuras edições da revista que será publicada duas vezes por ano.
No contexto da cultura contemporânea diálogos sobre o agenciamento artístico, a relação entre prática e teoria e a interdisciplinaridade, além do profundo debate sobre esta forma de arte e teorização de aspectos particulares das práticas de dança para a tela, tornam-se necessários para contextualizar uma grande quantidade de experiências e abordagens que perpassam esta forma artística.
A revista está articulada às metodologias das áreas de dança, performance, artes visuais, cinema e artes midiáticas com base na sua práticas, tecnologias, teorias e filosofias, para desenvolver o debate em torno da prática da videodança.


Cada volume da revista será editado em torno de um tema na área da videodança, determinado em um conjunto de questões a se debater e reformular como forma de promover e enriquecer o diálogo crítico. Uma série de reflexões surgem neste primeira edição dedicado ao tema Screendance Had Not Yet Been Invented (screendance que ainda não foi inventado).
De acordo com as palavras de Douglas Rosemberg e Claudia Kappenberg esta é uma apropriação do termo usado pelo teórico de cinema André Bazin, em O Mito de Cinema Total (1946).
A inspiração no escrito de Bazin surgiu no primeiro seminário do International Screendance Network em 2006, juntamente com o professor Ian Christie (Birkbeck College, Universidade de Londres), que havia dado palestras sob o título “O cinema ainda não foi inventado.”
A proposição de que a videodança ainda não foi inventado pretende ser um incentivo para a comunidade a pensar sobre esta forma de arte em formas práticas e teóricas, e a revista  pretende criar um fórum para sustentar o debate.
Os editores explicam que ao longo da história desta forma de arte, tem havido uma série de termos usados para descrever o trabalho (video-dance, cinedance dance film) e o termo screendance parece uma expressão que articula-se como um denominador comum entre todas os termos por descrever um campo amplo de experiências que ocorrem entre dança e imagem em movimento.
The International Journal of Screendance está hospedado pela Wisconsin-Madison University sob o selo Paralell Press e estará disponível em ambas digital (online) e impresso. O conselho editorial é formado por membros da Screendance Network, bem como estudiosos e artistas de áreas afins de pesquisa, financiado pela Artes e Humanidades Research Council.

sábado, 19 de março de 2011

InShadow 2011 CONVOCATÓRIA - CALL FOR ENTRIES

A Vo’Arte, Associação Cultural Portuguesa, que programa anualmente o InShadow – Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias abre sua convocatória 2011.


.


mais informações: www.inshadowfestival.wordpress.com.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Daily Incident de Tetsu Mukojima


daily incident from tetsu mukojima on Vimeo.


Direction : Tetsu Mukojima
Choreography : Tomo Sone
Production : Yariv Albahari
(TYPECAST)
Music : Rona Geffen "Bitches"
Performers : Tomo Sone Natalie Bar

EL PROGRESO



El Progreso from cayetana vidal on Vimeo.

Aniquilar a la niña / Videodanza



Un mundo disciplinado, regido por mecanismos de normalización, diseña sobre la niña sus espacios. Entonces baila la niña, la niña en pedazos.
Y la mujer que quiere SER pide aniquilarla, pero "...Aniquilar a la niña no es tan fácil. No quiero equivocarme y matar lo que no debía y desaparecer YO.


Direção: Nicolás Richat
Coreografia: Florencia Gleizer
Argentina, 11 min, 2010



VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores