sexta-feira, 10 de abril de 2009

NOVOS EDITAIS RUMOS ITAU CULTURAL - DANÇA 2009-2010

Um excelente estímulo para a produção artística de Dança no Brasil: O edital Rumos Dança 2009-20010 do Itaú Cultural tem suas inscrições abertas até o dia 29 de maio de 2009. Contempla projetos em duas categorias: Desenvolvimento de Obra Coreográfica e Videodança. 
Obra Coreográfica: Serão contemplados até 20 (vinte) projetos de pesquisa coreográfica em dança contemporânea que evidenciem seu caráter investigativo e de experimentação.
Videodança: Serão selecionados até 10 projetos. Os proponentes dos respectivos projetos participarão de uma oficina intensiva, onde serão selecionados os 5 projetos que receberão o aporte financeiro de R$ 20.000,00 para realização da obra, que fará parte da mostra de processos Rumos 2009-2010.
Acesse o edital e inscreva-se: 
http://www.itaucultural.org.br/aplicExternas/formularios/rumos2009/index.cfm?cd_formulario=201
E pra alimentar a inspiração, outras duas videodanças contempladas na ultima edição do Rumos Dança 2006 - 2007. 

Passagem de Elisa Pessoa e Celina Portella






Fora de Campo



quinta-feira, 9 de abril de 2009

VIDEODANÇA NO SUL DO BRASIL - Território que dá frutos

Muito tem se falado na linguagem do videodança como em pleno crescimento no Brasil. Aqui na região Sul (leia-se Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) importantes atitudes tem-nos sido apresentadas. 
Em Curitiba, o PIP- Pesquisa em Dança, que realiza experimentações envolvendo video e tecnologias, idealizou o projeto TECNOLABORATERRITÓRIO que foi viabilizado através do edital " Pesquisa de linguagem em Dança" da FCC - Fundação Cultural de Curitiba.
Diversas atividades estão inseridas no projeto, dentre eles: o blog Território 220 que abriga as produções realizadas na oficina "Miniclipes de Dança" que foi gratuita e aberta a comunidade interessada, além do estudo da performance e experimentos com sensores e dança. Os videodanças produzidos na oficina você confere no Território 220 http://territorio220.blogspot.com/
Aqui em Florianópolis os estudantes do curso de Artes Cênicas da UDESC estão aumentando visivelmente o número de trabalhos que envolvem o video e a dança para dentro das disciplinas práticas da universidade. "Produzir, Resistir, Organizar-se" de Diogo Vaz Franco é um trabalho produzido para a disciplina de Cenografia II onde exploram as relações entre arquitetura, corpo e espaço na linguagem do videodança.

O videodança "Siga o Risco" idealizado por Zilá Muniz e produção executiva de Elisa Schmidt, uniu em parceria o grupo Mergulho no Corpo que pesquisa improvisação e estudantes do curso de Produção de Vídeo da Faculdade SENAC.


Outro importante exemplo é o projeto “Marafona: força criadora do desaparecimento” é uma realização do Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2006. De criação e realização do "cão amarelo" em parceria com o NAI - Núcleo de Ação Integrada). O projeto marafona teve como objetivo a realização de uma pesquisa sobre a dança, contemplando como resultado a produção de um videodança e uma publicação. 


No estado do Rio Grande do Sul, a UCS - Universidade de Caxias do Sul oferece o curso de pós-Graduação Lato Sensu - Curso de Especialização em Corpo e Cultura: Ensino e Criação, coordenado pela Profa. Dra. Singrid Nora. 
De natureza teórico-prática, o curso possui a disciplina: Novas Linguagens: Vídeodança/ Repertório Contemporâneo. Ministrada por Leonel Brum com carga horária 15 horas-aula, é voltada ao estudo das relações entre a dança e o audiovisual a partir da exibição e análise de obras de vídeo-dança e cine-dança nacionais e internacionais. Confira os resultados práticos da disciplina através do You tube:



Mais que citar exemplos, a tentativa é de observar a proveniência das atitudes, das quais podemos perceber diversos modos de abordagem sobre a linguagem do videodança, vindas elas de questões relacionadas ao corpo, tempo, espaço, identidade, filosóficas, tecnológicas e mais outras tantas. Videodança é uma linguagem com espaço próprio. E sim ela não pára de crescer e dar frutos. 

Lapse

Pip Pesquisa em Dança
www.pip.art.br
www.territorio220.blogspot.com

Lugares InCoMum de Partes Distintas - video dança

Concepção: Luiz André Cancian e Bruna Ketzer
Pós-graduação em Corpo Cultura: Ensino e Criação
Disciplina: Novas Línguagens: Video dança
Professor: Leonel Brum
UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL - UCS

segunda-feira, 6 de abril de 2009

luke

Choreo/videography
Dianne Reid

produzir, resistir, organizar-se - video-dança - cena4

Trabalho para a disciplina de Cenografia II do curso de artes cênicas da UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina. Estudo das relações de significação entre o corpo e o espaço na linguagem do video-dança.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

O entrelaçamento de corpos BODYWEAVE 2.0

Já está na rede disponível aos usuários o Bodyweave 2.0, trabalho desenvolvido pela coreografa pesquisadora Lali Krotoszynski.
Este projeto está na rede em duas etapas distintas de investigação: a primeira é o Bodyweave 1.0 que é um software livre, disponivel para download na internet que fornece ao usuário a oportunidade de combinar sequências de sons, imagens, que são posteriormente reproduzidas em movimento, criando uma “coreografia” digital. A versão Bodyweave 1.0 foi desenvolvida através de pesquisa viabilizada pela FAPESP- UNICAMP/ NICS – Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Musical em 2004-2005.
LINK BODYWEAVE
O Bodyweave 2.0 foi recentemente colocado no ciberespaço, produzido com o subsídio da Bolsa Fomento da 7ª edição do Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia 2007-2008 e com pesquisa realizada na Inglaterra através da bolsa-residência do British Council Brazil, Artists Links. Bodyweave 2.0 aprimorou sua plataforma de interação com o usuário. Houve uma modificação de software de instalação para website.
Agora quem acessa deve se cadastrar com senha e email, deparando-se com mais arquivos de sons de imagens multiplicando o conteúdo de informações de dança para novas combinações. Todo material fica armazenado na rede. O usuário pode enviar suas próprias imagens utilizar as imagens que os outros participantes disponibilizam e salvar a sequência animada por nome, classificando a obra por tags. 
O site possui a TV BODYWEAVE, onde as criações feitas pelos usuários estão na programação.
Equipe Técnica do BODYWEAVE 2.0
Concepção e coordenação geral- Lali Krotoszynski
Coordenação técnica - Jarbas de Moraes Netto
Implementação – Zuannon Comunicação Visual
Design gráfico e navegação- Ricardo Carioba
Assistente- Diego Avila
Muito interessante, acessem!
LINK BODYWEAVE 2.0

quinta-feira, 2 de abril de 2009

VIDEODANÇA+ 01

VIDEODANÇA+ 02

VIDEODANÇA+ 03

VIDEODANÇA+ 04

VIDEODANÇA+ 05

VIDEODANÇA+ PARTE 6

Seguidores